Janela de Sorrisos

Minha Vida Fora dos Trilhos – Resenha

Minha Vida Fora dos Trilhos é o romance de estréia  da  autora Clare Vanderpool, a mesma autora de Em Algum Lugar nas Estrelas, que eu já li e fiz resenha no blog. Por ter me encantado com a escrita da Clare e as aventuras de Jacky e Early, eu fiquei curiosa para descobrir o que me esperaria nesse exemplar. É o segundo livro dela publicado pela Darkside Books no selo  DarkLove.

Quem sonharia que alguém pode amar sem ser esmagado por esse peso?

O livro conta a história de Abilene Tucker, uma menina de apenas doze anos que vive com seu pai de cidade em cidade entre viagens de trem. Até que um dia, ele decide mandá-la para Manifest, uma pequena cidade onde passará as férias de verão. A menina chega curiosa e se sentindo meio deslocada naquela cidade nova, mas logo fará amizades. Ela passa a morar durante esse período na casa de um velho conhecido de seu pai e descobre uma caixinha de charutos com alguns objetos antigos, que faz Abilene querer saber qual relação isso tem com a história daquele local. Curiosa por si só, contará com a ajuda de suas novas amizades, para resolver esse e outros mistérios que a intrigam.

"Para mim, aquelas coisas eram como tesouros de um museu, objetos que uma pessoa podia estudar para aprender sobre outro tempo e os indivíduos que nele viveram."

Minha Vida Fora dos Trilhos mistura passado e presente de uma forma ímpar. O leitor sente vontade de descobrir mais sobre os flashbacks e quando vê, já está entretido nas duas linhas de história. É um dos únicos livros desse formato que não se tornou maçante para mim. A linha de tempo da história é apresentada com as consequências da Grande Depressão de 1930, que seria o presente narrado por Abilene e também o início da Primeira Guerra Mundial, no passado e que outro personagem conta. Ao final do livro, a autora esclarece em uma nota o que é real e o que é ficção.

A diagramação de Minha Vida Fora dos Trilhos não poderia ser mais encantadora: páginas amarelas, fonte para uma boa leitura, inclusive com diferenciação de tamanho entre os flashs de passado e presente, o que ajuda o leitor a não se perder. Além da diferenciação de fonte entre as diferentes partes da história, temos uma narração fluída e com capítulos curtos, estimulando a leitura. O exemplar é em capa dura, com ilustrações do mapa de Kansas, ferrovias e partes de recorte de jornal da época de 1918.

Quando há sofrimento, procuramos um motivo. E é mais fácil encontrar esse motivo dentro de si mesmo.

Como eu já li o outro livro da autora, notam-se algumas ideias semelhantes, mas posso dizer que as duas histórias tomam rumos diferentes e igualmente bons. A escrita da Clare é maravilhosa e ela sempre tenta deixar uma lição no final de cada livro. O poder da amizade e das relações familiares foi o que mais ficou em evidência em Minha Vida Fora dos Trilhos. Esse é um livro que apesar da atmosfera de guerra, deixa a sensação de alegria a cada capítulo concluído.

Foi sem dúvidas uma leitura bem aproveitada, fluída e de um encanto enorme. Ter a narração de Abilene me deu um quentinho no peito, uma sensação de doçura e leveza já que me deixei levar pela narradora que ainda carrega a inocência da infância. A forma como cada relação é apresentada me fez torcer e querer entrar dentro do livro para ficar amiga dos personagens. A autora soube interligar todos os laços da história e tudo se encaixou no final. E eu terminei essa leitura de forma maravilhosa que só comprova o quanto me encantei por Minha Vida Fora dos Trilhos: sorrindo.

Título: Minha Vida Fora dos Trilhos
Autor: Clare Vanderpool
Editora: Darkside
Gênero: Fantasia
Páginas: 320
Ano: 2017

Compre: Amazon  (comprando na Amazon você ajuda o blog a crescer!)

No spotify a Darkside sempre monta playlists especiais para cada livro. Você pode ouvir a playlist de Minha Vida Fora dos Trilhos logo abaixo:

Ah, vocês podem conferir outras resenhas já feitas aqui no JDS clicando aqui.

Acompanhe a mim e o blog nas redes sociais

 

 

 

Boneco de Neve – Resenha
O Sorriso da Hiena – Resenha
Resenha: Em Algum Lugar nas Estrelas

4 comentários
  • Clayci Oliveira

    Estou com esse livro aqui e não vejo a hora de ler. Mas antes quero ler o livro anterior da autora "Em algum lugar nas estrelas". Fiquei apaixonada pela sua resenha, pois sinto que não me decepcionar… FORA QUE TEM ESSA TRILHA MARAVILHOSA hahahahaha <3

    Responder
    • Thais

      Clay, ambos os livros são maravilhosos! A escrita da autora é tão leve! Eu vi que você começou a ler também, fico muito feliz. Espero que tenha gostado também, ainda de quebra tem a trilha sonora pra deixar a leitura ainda melhor <333

      Responder
  • Dai Castro

    Ahhh <3 eu achei essa historia tão cativante, acho que senti isso muito provavelmente por conta de escrita da autora, ela consegue dar um ar tão gostosinho a história e ter uma narradora infantil como a Abilene também deu aquele quentinho no coração haha <3
    Quero conhecer o outro livro da autora!
    Beijos!!

    Responder
    • Thais

      Isso mesmo! A escrita da autora é realmente maravilhosa e eu me apaguei na narração da Abilene.
      Leia logo Em Algum Lugar nas Estrelas que tá incrível!!

      Um beijo <3

      Responder