Janela de Sorrisos

Quando eu percebi que te esqueci

A nossa história, se é que tivemos uma, começou bonita. Daquelas que qualquer pessoa diria que daria certo e esse rolo viraria algo mais sério. Mas nem tudo sai do jeito que a gente planejou, não é mesmo? A vida é sempre uma caixinha de surpresas. Então os dias foram passando e eu percebi que podia sim, viver sem a tua presença, sem o teu bom dia ou sem as tuas conversas. Eu sei, eu pensei que não seria capaz. Até cheguei a te falar isso. Mas eu pesei na balança e falar contigo de forma superficial me afetava mais do que não trocar mais nenhuma palavra.

E de repente foi quando eu percebi que te esqueci. Talvez você não esteja entendendo absolutamente nada. Eu sei, você pensou que teria o meu afeto por muito mais tempo. Pensou que eu estaria sofrendo por você por meses e quando quem sabe, você percebesse que sentia algo por mim, eu ainda estaria feito boba a sua espera. Que ouvir isso da sua boca é a coisa que eu mais esperava. E realmente, eu esperei por isso. E eu senti algo absolutamente diferente de tudo por ti, que até agora eu ainda não sei explicar direito em palavras.

Mas sabe, moço, eu simplesmente cansei de me diminuir para caber no seu mundo. Cansei de conversas bobas e vazias, quando o que eu mais queria era dividir meu mundo contigo. Não sei me contentar estar junto a ti dessa forma tão pequena e tão fria. Isso com certeza me machucava demais. Por mais que a gente goste de alguém, o amor próprio precisa vir em primeiro lugar. E é exatamente isso que eu coloquei em prática. Decidi que não vale à pena perder os minutos preciosos da minha vida sofrendo por alguém que daqui algum tempo vai passar o mesmo tipo de conversa para as próximas que decidir iludir.

Na verdade eu gostaria que você não iludisse mais ninguém, porém isso está muito além do meu alcance. Um dia quem sabe você entenda que a gente não deveria alimentar falsas esperanças e brincar com o sentimento alheio. Um dia quem sabe, moço, você tenha a tal da responsabilidade afetiva. Você com certeza já ouviu esse termo e pode até ter achado bobo, mas é o que falta em muitas pessoas hoje em dia. Talvez você entenda que as pessoas não são bonecos sem sentimentos. Que a gente precisa deixar as nossas intenções bem claras, pois do outro lado do jogo tem alguém de carne e osso e que também sente.

Você talvez não deve estar entendendo nada. Mas quer saber? Eu também não. E eu não quero entender.
Eu só quero viver leve e bem longe de você.

 

Vocês podem ler mais textos como esse clicando aqui. Vocês gostam de textos assim? O feedback dos meus leitores é muito importante pra mim. <3

Acompanhe a mim e o blog nas redes sociais!

Essa tempestade um dia vai passar
Ela gosta de ler
Como eu aprendi a gostar de ler?

11 comentários
  • AMANDA ALMEIDA

    Oi Thaís, tudo bem?
    Uma coisa que minha mãe sempre fala é que eu preciso me amar primeiro pra poder amar outra pessoa. Acho que nunca é saudável depender afetivamente de alguém, afinal amar também é se sentir livre do lado da pessoa que se ama.
    Gostei muito do texto.
    abraços,
    Amanda Almeida

    Responder
    • Thais

      Oi Amanda, tudo sim e com você? Exatamente! Eu também acredito nisso, apesar que as vezes a gente esquece desse aprendizado tão importante, não é? Não é saudável e muito menos recomendável começar algo com alguém sem se amar primeiro… sua mãe está certíssima!

      Fico feliz que gostou do texto.
      Obrigada!

      Um beijo. <3

      Responder
  • Felipe Lange

    Adorei o texto! Sensacional!
    Blog Entrelinhas

    Responder
  • Mariana Menezes

    Amo teus textos! Me identifico muito com o que tu escreve. É muito complicado quando percebemos que o sentimento está partindo só de nós e não da outra pessoa… e o pior ainda é saber que ela não liga para o que estamos sentindo. Já passei por isso com um cara que me marcou muito, contei do que sentia e ele fez pouco caso. Foi tipo um tapa na cara. Mas depois disso aprendi que precisamos nos valorizar e valorizar também aqueles que estão por perto <3

    Beijos! =)

    Letras na Gaveta

    Responder
    • Thais

      Ah, Mari! Que maravilhoso saber que gosta dos meus textos. <3 Eu adoro os seus, então é muito bom ler isso. Mas é verdade. Acho que esse tipo de coisa acontece conosco justamente por isso: para que a gente aprenda a se valorizar e valorizar quem nos quer bem.

      Um beijo grande!

      Responder
  • Kaila Garcia

    Amores vem e vão, são guardados no coração, mas um dia precisam seguir outros trilhos. É um momento desafiador, mais ao mesmo tempo se torna libertador, né? Amei seu texto! ❤

    http://www.kailagarcia.com

    Responder
    • Thais

      Exatamente.
      As vezes é melhor seguir em frente, por mais que doa. No futuro a gente vai se sentir mais leve. <3
      Fico tão feliz que gostou! Obrigada pelo carinho.
      Beijo grande!

      Responder
  • Dai Castro

    Adorei o texto Thaís <3
    Devemos sempre pesar o que vale a pena em uma relação, mas sempre nos valorizar e não se contentar com migalhas emocionais… Infelizmente tem gente que só está de passagem na nossa vida… mas é assim mesmo! Beijos! <3
    Colorindo Nuvens

    Responder
    • Thais

      Exatamente, ninguém quer migalhas, não é mesmo? Merecemos algo por inteiro e que nos faça bem.
      Fico feliz que gostou do texto!

      Um beijo! <3

      Responder
  • lbe

    Que texto arrasador, mega incrivel!!!

    Responder