Janela de Sorrisos

Como a técnica Pomodoro me ajudou a ser mais produtiva

tecnica pomodoro

Conseguir realizar todas as tarefas pendentes, não procrastinar os estudos e se sentir mais produtivo. Para muitos isso pode ser quase uma missão impossível, ainda mais com tantas distrações, como e-mail e redes sociais. Eu também sempre sofri com isso, porém desde que eu conheci a técnica Pomodoro, consegui melhorar meu foco e, consequentemente, tornei-me mais produtiva.

O Pomodoro, além de ajudar na produtividade, também é excelente para melhorar a concentração; isso porque é possível garantir que você vai focar 100% em um tarefa por um determinado período de tempo.

Quer entender como esse método me ajudou a ter mais foco e transformou a minha produtividade? Então continue a leitura! <3

O que é a técnica Pomodoro?

O Pomodoro é uma técnica elaborada no fim da década de 1980 e tem esse nome graças a Francesco Cirillo, que usou um cronômetro de cozinha no formato de tomate para administrar o tempo. O método traz a ideia de dividir fluxos de trabalho e/ou estudos em blocos para melhorar a concentração e aumentar a produtividade.

Basicamente, a dinâmica da técnica funciona desta maneira:

  • Você define uma tarefa para trabalhar;
  • Foca nessa atividade por 25 minutos, sem NENHUMA interrupção;
  • Ao final do Pomodoro, você deve fazer uma pausa de 5 minutos;
  • Ao final da pausa, outro ciclo de Pomodoro se inicia;
  • Ao completar quatro Pomodoros, você pode fazer uma pausa maior, por pelo menos 15 minutos, por exemplo.

Inicialmente a técnica é bem rígida e, quando digo sem nenhuma interrupção, é preciso levar isso a sério: deixe o celular dentro da gaveta, no modo avião ou, pelo menos, desative as notificações das redes sociais. Afinal, a ideia por trás do método é justamente fazer você evitar qualquer distração que possa atrapalhar o andamento da tarefa.

A minha experiência com o Pomodoro

Como comentei anteriormente, a técnica Pomodoro é bem rígida, mas você pode adaptar e, aos poucos, ver como ela funciona melhor para você. Isso porque, usando o site Pomodoro Tracker, é possível definir o tempo de Pomodoro e o tempo de pausa. Então, não torça o nariz caso não se adaptar aos 25 minutos da técnica: você pode ser mais produtivo com 30 ou 20 minutos, tudo depende de como a sua concentração se comporta melhor.

Eu comecei a utilizar o Pomodoro inicialmente para os estudos, porém consegui adaptar a técnica à minha realidade de trabalho. É claro que eu não consigo fazer Pomodoro em todos os momentos, mas eu consigo aplicá-los nos momentos em que mais preciso de concentração e, até então, tem sido extremamente importante para a minha produtividade.

Nos estudos, utilizar o Pomodoro me ajuda, principalmente, a vencer a vontade de procrastinar, já que 25 minutos passam super rápido e, quando eu percebi, já estudei por mais de duas horas. Já no trabalho, eu utilizo o Pomodoro principalmente em tarefas que exigem bastante atenção a detalhes ou análise. Além disso, eu realmente fico longe de distrações: celular na gaveta e em modo avião durante o método. Sempre.

Como eu faço para utilizar a técnica Pomodoro?

Agora que você já sabe o que é a técnica Pomodoro, que tal descobrir como começar a utilizá-la no seu dia a dia? Continue lendo que eu explico tudinho!

Acesse o site do Pomodoro e logue conforme a conta da sua preferência. Algumas opções são: Gmail, Facebook, Twitter, entre outros. Após isso, é só você definir uma lista de tarefas e começar os Pomodoros, respeitando o tempo em que ficará 100% em uma só atividade.

Caso você tenha curiosidade de testar outros períodos de tempo, basta acessar a guia ‘’Settings’’ e alterar o tempo da opção Duração do Pomodoro. O site salvará as suas alterações e já será possível trabalhar no Pomodoro novamente, agora com o novo tempo definido por você.

Dica extra

Ao logar no site Pomodoro, você tem acesso a vários dados importantes que podem servir de combustível para a melhora do foco e da produtividade. O site consegue reunir em forma de gráficos o tempo que você ficou focado e conta com o histórico de quais atividades foram realizadas. Essa informação pode ser útil, por exemplo, se você está estudando e quer avaliar o quanto se dedica todos os dias.

Veja, abaixo, um exemplo de gráfico semanal dos meus estudos:

tecnica pomodoro

Como você pôde perceber, a técnica Pomodoro me ajudou bastante a evitar a procrastinação, melhorar o meu foco e, consequentemente, fazer com que eu me tornasse uma pessoa mais produtiva nos estudos e no trabalho. Por fim, eu acredito que nem todo muito vai se adaptar aos 25 minutos, por isso não sou contra realizar testes e identificar qual o melhor tempo para você.

E aí, você já conhecia a técnica Pomodoro? Já utilizou alguma vez? Conta pra mim nos comentários! 🙂

Acompanhe a mim e o blog nas redes sociais!

Wishlist de aniversário – 24 anos!
Meu primeiro ensaio fotográfico
O primeiro calçadão de Blumenau