Janela de Sorrisos

Vamos nos permitir

vamos-nos-permitir

A gente precisa se permitir. Quantas vezes não deixamos a felicidade escorregar por entre os dedos, por medo de arriscar? Por medo de se permitir aproveitar cada instante, sem se preocupar com a opinião das outras pessoas. Quantas vezes sabotamos a nós mesmo e pensamos que não merecemos aproveitar das coisas boas que acontecem na nossa vida?

Não tem uma fórmula mágica e também não é do dia para a noite, mas a gente precisa entender que somos merecedores de todos os momentos maravilhosos do mundo. Não devemos nos contentar com os momentos ruins. Aliás, há vários momentos assim na nossa vida, e nós aguentamos sempre com a esperança de que o sol novamente voltará a brilhar algum dia. Afinal, não existe tempestade que dure para sempre. E quando enfim o sol volta a brilhar, muitas vezes algo nos impede de contemplar a alegria desse momento.

Eu sei que você merece vivenciar toda felicidade e amor que há nesse mundo. Você já tropeçou bastante e provavelmente já aguentou algumas barras bem pesadas nessa trajetória louca chamada vida. Mas essas histórias não devem impedir de você se permitir viver outras maravilhosas que estão por vir no meio dessa briga contra o tempo, nesse cair e levantar de todos os dias, alguns problemas ali e outros lá. Tente não deixar com que isso afete a sua capacidade de olhar para si mesmo e dizer: eu mereço viver isso. Eu mereço me permitir sentir a verdadeira alegria de viver.

Muitas vezes podemos aprender a nos permitir nos pequenos momentos da vida. Naquele passeio de domingo, numa ida ao parque e até mesmo naquele abraço caloroso de quem a gente gosta. Quantas vezes nos cobramos demais, sempre deixando a felicidade para depois? Achando que não merecemos, que não é o momento, que não somos bons o suficiente para vivermos histórias e momentos bacanas?

A gente precisa se permitir. E se permitir e enxergar a beleza das coisas simples, sermos mais flexíveis. Não se cobrar tanto. Os pequenos e simples momentos da vida vem e vão com uma velocidade incrível, e ninguém quer perdê-los, certo? Vamos viver cada momento, entender que o universo é incrível e que somos merecedores das coisas boas que nele existem.

Vamos nos permitir?

p.s: esse é um texto que escrevi para que eu leia sempre que estiver triste. Resolver compartilhar aqui para ajudar outras pessoas que talvez estejam precisando de palavras amigas.

Acompanhe a mim e o blog nas redes sociais

Como adquiri o hábito de fazer exercícios 5 vezes na semana?
Você bagunçou algumas certezas
Eu conheci: Curitiba e Morretes
8 comentários
  • Deise Lima

    Muito obrigada por compartilhar!!!
    É das coisas que eu sempre digo, aproveitar, se permitir, se ao máximo de feliz! Mas ultimamente tenho andado meio estranha, ao menos tempo que está tudo quase bem do lado de fora, há uma bagunça na minha cabeça. Essas palavras ajudam a firmar os pés no chão ao mesmo tempo que devagarinho nos impulsiona para um dia melhor, vou lembrar das suas palavras e acredito que aos poucos poderei me permitir mais e mais! E que suas palavras também te toquem profundamente, deixa eu te contar uma coisa: elas tem o poder de abraçar!!!
    Um abraço aqui de Salvador,
    http://ddcifrando.blogspot.com.br/

    Responder
    • Thais

      Deise!

      Eu fico extremamente feliz em ler o que você me escreveu, viu? De verdade! Desculpe pela demora em responder, o final desse ano foi tão corrido…
      Espero que minhas palavras continuem te abraçando sempre!
      Um abraço aqui de Santa Catarina.

      Responder
  • Sarah Lynn

    Mais que coisa fofa esse seu jeito de ajudar outra pessoa! ♥
    Eu amei esse texto, e acho que precisava ouvir alguém me dizer hoje que "eu preciso me permitir" um pouco mais ou só aceitar que tudo vai ficar bem ou está bem. :3
    Eu vou guardar esse texto nos meus favoritos, que lindo! *-*

    http://www.seismilmilhas.com/2016/10/kipling-correspondente.html

    Responder
    • Thais

      Sarah! Eu gosto de ajudar as pessoas com as palavras, de verdade. Quando estou triste, geralmente escrevo e tento ajudar quem passa pela mesma situação.
      Fico feliz em saber que a toquei tanto com esse texto, ao ponto de guardar nos seus favoritos!

      Um beijo <3

      Responder
  • Samira Oliveira

    Eu tenho é angústia do tempo passando e eu sempre pensando que não estou aproveitando nada – e como você disse: me permitindo. Espero poder fazer mais isso e desfrutar dos momentos simples e importantes que não voltam… Super fofinho seu texto Thai linda! <3foi super legal compartilhar aqui o que te faz se sentir melhor, podia fazer mais posts de textos! <3
    beijao gatinha

    Responder
    • Thais

      Oh, lindona! Olha minha demora pra te responder… referente a fazer mais posts de textos: eu aproveito pra quando a inspiração bate, sabe? Antigamente o blog era só de textos, aí hoje eu mesclo. Mas vou levar teu conselho comigo e aproveitar para escrever vários quando a danada da inspiração bater por aqui!

      Um beijo 🙂

      Responder
  • AMANDA ALMEIDA

    Oi Thaís, tudo bem?
    Amei o seu texto, e ele me chamou a atenção justamente porque às vezes eu não me permito. Mas como você disse, não podemos nos privar de tudo, e assim como qualquer pessoa, temos direito a experiências coisas boas.
    Então, como fala aquela canção do lulu Santos, "Não há tempo que volte, amor
    Vamos viver tudo o que há pra viver…Vamos nos permitir"
    Abraços,
    Amanda Almeida

    Responder
    • Thais

      Oi Amanda, tudo bem?

      Tô aqui me encolhendo de vergonha de só responder seu comentário agora, mas antes tarde do que nunca, não é mesmo? Eu adoro essa música do Lulu, e é realmente motivadora para que a gente comece a se permitir mais. Espero que você consiga fazer mais isso em 2017, assim como também estou tentando por aqui.

      Um beijo!

      Responder